quarta-feira, 12 de novembro de 2008

SABORES


Misto de felicidade com gostinho amargo pelo fim.É esta a nossa receita, ela têm um gosto agridoce explosivo, de se lamber os dedos, leve como claras em neve, com mil e um ingredientes, sendo que um deles é misturado em silêncio para não revelar o verdadeiro segredo do Amor. Manter o mistério, o segredo da receita.( Se não perde a graça).

Temos doses suficientes para nos entregar um ao outro e sabemos de tantas outras, de diversas maneiras, jeitos e de diversos temperos.Tantas outras, são desperdiçadas, que deixam um gostinho de quero mais, outras que passaram de sua validade, e outras que não tem data de validade que as faça vencer, que tem gosto de eternidade, de suspiro. Há aquelas ainda guardadas na memória que o tempo não deixa esquecer, que ficam no fundo da gaveta teimando em ser recuperada e as que nunca irão se recuperar, expiraram, deixaram de existir.

Festa de corpos embebidos um pelo outro, mistura de poros matando as saudades, querendo até a última gota. Beijos de mil e um formatos, abraços enlaçados em quantidades, isso tudo muito bem regado com amor, carinho e desejo, sempre insaciáveis. Não há quantidade que nos baste.Arrepios degustados como se provássemos a verdadeira pimenta da Vida.É o mel da essência, manjar dos Deuses. Papilas gustativas que se reconhecem. Deliciosas amostras gastronomicas do que é o sabor dos dias de um, que se misturam nos dias do outro. E cada sabor deste cruzamento de paladares possui suas particularidades insubstituíveis que é único e sempre inigualável.Todas diferentes, como devem ser, saboreadas com conta gotas. Receitas nunca repetidas. Nunca criando expectativas, apenas saboreando a pitada do que há de novo no dia, sempre acrescentando, adicionando e nunca tirando. Nunca deixar que os aromas frustrem no nosso prato.

E é isso que acontece quando misturamos a pele um no outro.Quando a cozedura dos sentidos já não se faz apenas por dentro de nós, ela transpira, exala pelos poros, ruboriza, revela-se no tempo certo, a quatro mãos e serve-se a um único coração, com dois fios de batidas rápidas e em ponto de descompassado, até cristalizar num beijo de corpos colados, feito bem casados.

Essa nossa receita nunca será o bastante para nos fartar, sempre terá gostinho de quero mais,de provar mais um pouquinho, de repetir o prato. E partir para sobremesa.

Só resta este gosto amargo do que ficou por viver e saborear…

13 comentários:

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Tata,

Sabores, aromas, lambidas de dedos, tudo nos remete ao degustar maravilhoso do amor em suas mais variadas formas.

Como sempre, um lindo texto, moça.

Parabéns!

Um beijo!!!

Marcos Campos disse...

Receitinha boa essa!!
Quanto ao gostinho amargo no final, começe de novo a receita, e se possível, corrija...
Bjs

Tata disse...

Aí que tá Marcos,
eu não quero corrigir, esse azedinho do fim é o que faz querer mais, é que dá a sensação de não satisfação.Trocando em miúdos, é exatamente o que faz querer continuar!!!!! entende?

Gilbamar disse...

Instigante, inteligente, bela e encantadora receita. Assim é e dever ser sempre com a beleza dos sentimentos.

Um texto criativo e fascinante.

Abraços.

João da Silva disse...

Meu Deus, como é que eu fiquei tanto tempo sem vir a este blog maravilhoso?? Olha, é o que digo para meus amigos: o trabalho anda a impedir-me de ter prazeres.
Este texto metafórico, o jogo de palavras, a abundância de imagens belas, tudo isso é tão magnífico, que o prazer da leitura é exponencial.
Fico sem ter o que dizer, senão agradecer a você pela alegria que me proporcionou.
Beijos carinhosos do João

GUILHERME PIÃO disse...

Eita receita boa, mesmo o gostinho amargo é ótimo.
Abraços

tossan disse...

Quem não prova desta receita, não sente o verdadeiro gosto da vida.
Como sempre muito bom!!! Bj

Sonhadora... disse...

Ótima receita e não há quem possa degustá-la sem sentir o máximo prazer, apenas acrescentando à ela os segredos de cada um e polvilhando temperos especias, prá ser infalível.

bjos carinhos!

Francine Esqueda disse...

Uau!!! Me identifiquei tanto, tanto....Quanta coisa!? Quanto tempo!! Amo vir aqui!
Mil desculpas por não ter aparecido antes! Coisas de internet! Quero agradecer sua simpática visita e dizer que sou fã das tuas palavras
Beijos e...
Tenha um bom dia!

Isabelle Dias ~ disse...

Saudade desse seu glo, viu!

É incrível como você usa de certas palavras para falar assim, diretamente conosco. Gostei tanto, enfim, tem como não gostar e não se encantar com isso?
"Só resta este gosto amargo do que ficou por viver e saborear…"

Beijinhos querida :*

Diego! disse...

Tantos sabores...tantas receitas.
A vida coloca essa maravilhosa tarefa de experimentar a todos e ainda nos dá o direito a fazer cara feia quando o sabor não agrada.
Quer dizer...nem sempre!rs

até...

Marcos Campos disse...

Oh!!Entendo...e muito!!
Beijos e bom finde!!

Ígor Andrade disse...

Foto linda!
Gostei do sabor do texto.
Abração, minha amiga!