segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

SITUAÇÕES DA VIDA COTIDIANA 6


O Avião

Quem já viajou de avião sabe do que vou falar agora, sabe o quanto pode ser irritante uma simples viagem, que na verdade deveria ser prazerosa e relaxante, se tornar uma aventura! Fora a tentação do Free Shop, que de Free não tem nada!

Você chega correndo no Aeroporto, atrasada para o check-in, e descobre que quem está atrasado é o seu avião! E você vai a procura de informação, e eles falam na terceira pessoa como se nada fosse com eles. Portanto, o avião chegou atrasado do destino anterior e eles dizem como se não tivessem sido com eles. A companhia aérea nunca tem culpa, nem a tripulação, nem ninguém. A culpa é do avião que, com o mau comportamento que possui, chegou atrasado. Abra-se já um processo disciplinar contra o avião, o mau tempo e ao tráfego que fazem estas coisas irritantes aos passageiros e à própria tripulação, que não tem nada a ver com isso.

A aventura começa pelo “bom dia” falso dos tripulantes de avião, será que eles não se tocam que é super artificial, dar o mesmo bom dia para 300 passageiros, eles se colocam em fila, sempre do maior para o menor, com o riso e movimento das cabeças sincronizados. Eles podiam dar um comprimento mais personalizado, um para cada tipo de passageiro, como para surfistas:” E aê parceiro, beleza, curta o vôo aê uhuu!” ou para flanelinhas: “ E aí vai voar? Certo, então vai lá,....isso...isso...pode ir... ai, ai, parou, parou, certo pode sentar agora!” e assim por diante.

E o compartimento para guardar volume de mão? Por mais que você leve uma frasqueira, ela sempre corre o risco de cair na sua cabeça!
A pior coisa do mundo é pegar avião com excursão, excursionistas são seres de uma faixa etária entre 13 e 17 anos que voam do Sul para o Norte rumo a Disneylândia, possuem características básicas, quando se sentam possuem o péssimo hábito de ficar chaqualhando o tempo todo com seus ipods no máximo, são flautulentos no geral, então, se sentar ao lado de um desses seres no avião, reze para as máscaras de oxigênio não funcionarem só em caso de despressurização da cabine. Você vai precisar delas!

Já repararam como toda aeromoça fala com aquela voz anasalada? Que ninguém entende nada, e pior, e mais incrível, é que, a maioria dos passageiros, não está nem olhando para elas quando estão dando as instruções, não prestam a mínima atenção no que elas dizem.

E as poltronas de avião? Completamente desconfortáveis. Se dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço, então, porque raios, dois braços ocupariam o mesmo apoio? Se for na classe econômica então, tem que ter espírito de coletividade....porque é igual a dominó, se um deita, todo mundo tem que deitar também!

E comida de classe econômica....enquanto você assiste pratos de comida com cheirinho gostoso e champagne serem servidos na primeira classe, e te oferecem, refrigerante, barrinha de cereal, e duas opções de pratos que sinceramente o cheiro não é tão bom. Barrinha de cereal? Por acaso tenho cara de passarinho para comer barrinha de alpiste? E as comissárias ainda tem coragem de perguntar:” A Sra. vai querer a barrinha de passas ou de banana?” Honestamente, dá vontade de dizer para ela:” Minha Sra, eu não quero desobistruir meu intestino, eu quero um lanchinho, só isso, dá para ser?” Mas não dá tempo nem para isso, elas passam tão rápido pelas poltronas que parecem que vão perder o voo....mas, pêra aí, gente já está no avião, então para que a pressa??? Será que elas é que estão com o intestino desobistruído?
Então você se dá conta que metade dos passageiros tomou vinho, cerveja e whisky. Uns viram para o lado e dormem. Outros fazem fila no banheiro. Logo você está rodeado de bêbados roncando enquanto passa o filme na tela. O cara do seu lado esquerdo abriu o botão e a braguilha da calça para poder ficar mais confortável depois de encher a pança. E você notou este pequeno detalhe porque a mulher do seu lado direito acendeu a luzinha individual para ler um livro, mas a tal luzinha mais parece um holofote direto na sua cara!

Você então decide ver o filme, como sempre os fones nunca funcionam de primeira( é de praxe!), sempre depois do segundo ou terceiro tapinha que você dá nele, e quando o filme termina você fica com uma onomatopéia semi-silenciosa à sua volta: o barulho das turbinas, a conversa dos comissários, o ronco dos bêbados, o choro dos bebês e por aí vai… Mas você aguenta firme, porque em poucas horas será servido o café-da-manhã… Que delícia!!! O processo todo recomeça, desta vez ....

É claro que depois de recolhidas as bandejas do café da manhã, segue-se um evento particularmente desagradável: a fila no banheiro está interminável. Todo mundo com seus nécessaires da companhia aérea na mão, pés inchados e cabelos arrepiados pela energia estática. Quando finalmente chega a sua vez e você entra no minúsculo toilette, depara-se com a seguinte cena: o vaso está nojento. O sabonetinho em cima da pia está semi-derretido, a pia completamente molhada, com marcas de pasta de dentes para todos os lados. O chão está meio molhado, em parte pela água da pia, mas também por outros líquidos que caíram fora do alvo do vaso e você torce para, no meio desta confusão, não acontecer uma turbulência e você escorregar e cair naquele chão. Mas o melhor de tudo é que, quando você fecha a portinha do banheiro, feliz por finalmente ter chegado a sua vez, percebe que terá que ficar o mínimo de tempo possível lá dentro para não morrer sufocado pela mistura de cheiros de pasta de dentes, sabonete, perfume e dos mais diversos subprodutos humanos, alguns processados, outros que o organismo do bêbado infelizmente não foi capaz de processar e, tudo isso, dentro de um cubículo de 1mx1m. É claro que você não encontra lugar onde apoiar seu nécessaire, então você faz milhões de malabarismos para conseguir escovar os dentes, lavar o rosto e fica se perguntando se está realmente tão apertada que não valha mais a pena esperar o avião pousar para usar o banheiro do aeroporto. Uma alegria!!! hehehe

É, viajar de avião tem uma série de incômodos (e nem falei da metade!!!).

E Santos Dummond achando que tinha inventado uma máquina de voar....
Mas na verdade inventou o primeiro teste de sobrevivência no ar!




Diálogo com o Catchup

É sempre a mesma coisa....
Você fica aí, do outro lado da mesa, parado fazendo charme para mim...
Dizendo que é um pouco mais de você que falta na minha vida, que você é o tempero que eu preciso, que você é apimentado, quente, gostoso, e que nada fica igual sem você.

Fica aí.... piscando para mim, como se me chama-se:”Vem....vem...., me pega, estou de lamber os dedos!”. Você abusa da sua forma de encaixe perfeito entre meus dedos, sabe do poder de sedução que exerce sobre mim, e sabe como fazer isso até eu me render aos seus apelos e então mais uma vez me decepcionar, porque quando sedo a sua sedução, você fica aí..... travado, sem se mexer, não sai do lugar......se recusa a se locomover, me tira do sério, fica aí regulando essa mixaria.....

Quando eu fico com vontade de você, te pego e te aperto com força, você se faz de difícil, fica fazendo charminho para se render e faz esse barulhinho irritante :” Brufffffffff, brufffffffffff!”, como se estivesse zombando de mim....até que eu perco a paciência e te chaqualho e chaqualo e apelo para os Santos e peço: “ Desce santo, desce!” e você... NADA....nem sequer se altera, olha..... vou acabar te largando de vez! Se eu fosse você ficaria atento, porque tem concorrência no seu mercado....qualquer dia te deixo de lado, pelo não menos saboroso pote amarelo, que fica ao seu lado.....isso mesmo....seu vizinho de pote. A grama do vizinho não é sempre mais verde, no caso amarela......então......
E você vai amargar seus dias sem as minhas apertadinhas em você, pensa bem!

22 comentários:

Chris disse...

Pelo A.M.O.R de Deus Tata, eu tive uma crise de risos e de admiração por tu escrever tão bem e com tanta riqueza de detalhes, mesmo em meio ao caus. rs
Mega essa postagem da vida cotidiana, vc é uma sobrevivente. rs
Graças a Deus. rs

Bjs linda.
Amei a foto nova

Chris

Vivian disse...

...Jizuissssssssssssssss
em que cia vc viajou, minina??
rssss

e lá mesmo serviram o catchup
difícil?

cruzesssssssssssssss...

vc não existe, Tatinha linda!

smackssssssss

Dora disse...

E como se tudo isso não bastasse, ainda há os frequentes "deslizes" agora... a aviação brasileira não anda lá muito bem das pernas. E esse seu relato arremata isso fervorosamente... rs rs rs
Um cheiro grande e bom dia!

Pelos caminhos da vida. disse...

Como nunca andei de avião(por medo),depois dessa que não vou mesmo(rs).

Adoro vir aqui e ler seus textos da Vida Cotidiana(são fántastico).

Bom dia.

beijooo.

Cris Animal disse...

PASSA NO MEU BLOG PQ TEM MEME PRA VC RESPONDER....DESAFIOS.....RS
BEIJOS

D.Ramírez disse...

Sensacional tata petite, está incrivel, vc como stand up ta saindo melhor q a incomenda.
Aquela do piloto com cumprimentos individuais do surfista, chorei de rir aqui..hahaha e do flanela...Mas realmente é incrivel mesmo esas coisas de avião..
Do quétichupi tbm, engraçado como chama a atenção né? Pior quando vc pega ele e nao sai anda...ou sai demais.rs
Inspiradissima!
Tem uma brincadeira lá pra ti..rs
Bisou

manzas disse...

No castelo
Das expressões,
Estas palavras
Sobrevoam
O mundo inteiro…
Acorrenta e entoam
Paz aos corações
E aqui
Ao lê-las…
Ficarei prisioneiro

Uma semana carregada
De saúde,
Paz…
E muito amor.

O eterno abraço…

-MANZAS-

Francine.VS. disse...

Quanta aventura, amiga?!!!
Avião... queria eu passar por tudo isso ou o que eu passei de avião!
Nem te conto o que eu passei daqui até a Bahia de onibus...
Semana que vem vou de onibus traveis, agora para o RIO DE JANEIRO...
Adoro vc e seu jeito de escrever!!!
Aqui ta td lindo!
Sdd!!!
bjs

paula barros disse...

Um texto bem verdadeiro. Um terror. Mas bem que gostaria de estar comendo barrinha de cereal agora e bebendo um copinho de água mineral....

Salve, salve Santos Dumont

beijos

tossan disse...

Tata quando estava em outro emprego viajava toda as semanas, era horrível! Mas nunca me divertiria tanto se soubesse da tua história e se eu fosses a companheira das minhas viagens não iamos nem notar tudo isso. Vamos à Portugal visitar o Mandoki, que tal? Estás cada vez melhor! Beijão

Flavio Ferrari disse...

Eu viajo pacas, a trabalho.
Assino embaixo, com catchup em cima.

D.Ramírez disse...

aquele seu texto do banheiro com um e dois quadrados ficou na memoria..hahaha
Que bom q gostou;)

Besos

Léo Mandoki, Jr. disse...

....AAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
.....
tou me escangalhando de rir aqui sabe pq???
Eu qnd ando de avião:
- sou eu que acabo com o stock de whisky e ronco
- vou no banheiro e mijo fora da privada
- qnd a comissaria passa coloco o cotovelo um poukinho pra fora so pra dar uma roçadinha na perna dela
- peço duas barrinhas e levo-as cmg no bolso
....
ehehehhehehhe

pega o avião e vem cuidar de mim (aproveita que eu nao esteri nesse voo!) eheheh
TE ADORO DEMAIS bridget jones!

Chris disse...

Olá querida, faz uma visita nesse blogue, que estou te passando o link, é de uma menina precisando de apoio, está se sentindo só, deprimida e com problemas sérios de dependência química.
Não a deixemos só, sem uma palavra,uma direção, um afeto, um carinho, o Amor e a Amizade transformam e mudam vidas, eu creio.

Bjs no coração

O link é esse:
http://raiane-raine.blogspot.com/

Eduardo Miguel disse...

- Um super parabéns pelo texto, o avião e sua classe economica ficou demais!!! com propriedade e dinamica que me fez rir o tempo todo, legal valeu.
- Obrigado pela visita e coments, abraço grande!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Como sempre tudo muito bonito por aqui.
Só passei para dar um abraço


No entardecer,
o sol dança com a chuva
e um arco-íris
no horizonte tinge...
Espera a lua surgir
e entre as nuvens
uma estrela luzir.
Depois, a terra sorri
quando na noite escura
o céu clareia...
Um véu de estrelas
abraça a lua cheia...
O poeta fecha os olhos
e sente o poema
correr em suas veias.
A lua deita no mar
e o sol, novamente
beija a areia.

(Sirlei L. Passolongo)

Eu® disse...

Muito bom os dois textos! hehe
Oxi, o aviao tanto é máquina de voar, como um lugar de ´sobrevivência`, para mim: fico sempre pensando se sempre sairei ilesa de todos!
Morro de medo, entro em pânico toda vez que penso em encarar as intermináveis horas daqui para Curitiba.
Já passei muitos perrengues em um, nem quero lembrar. Mas a pior vez MESMO foi quando foi sentado do meu lado um ´Dom Juan de Marco à la Casanova` e com mal hálito. Argh, o resto acho vc pode imaginar... hehe

Seja bem vinda, o Ramirez é unanimidade, acho todo mundo gosta de frequentar o bloguitio esperto dele, além das tiritas ele é um dooooooce de leite, nao é :))

Mai disse...

É engraçado mesmo depois que passa, né?
Na hora você fica num misto de 'o que eu faço agora. Pulo em cima ou vomito na comisãria de vôo?)

Imagina que em uma dessas companhias em que 'antigamente' serviam 'barrinhas de cereais' e amendoim, em dezembro, me serviram 'um canapé'... Era um sanduichezinho anão que tinha a maior pinta de canapé e, Tatá, por incrível que pareça, senti saudades da 'barrinha de cereais'!!!

Beijos.

É muito bom te ler.

Chris disse...

Tata, tem selinho pra vc no blogue.

Bjs querida

manzas disse...

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não nascerá
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou ela será
Lacrada.

(rss)

Obrigada pela visita
e comentário
Que deixou no meu

Pensamentos

O eterno abraço...

-MANZAS-

Lia disse...

rsrsrsrsss
Odeio avião. Vivo dizendo que não sou passarinha...
É assim mesmo, perfeito sua descrição!rs
Abraço

Marcos Campos disse...

Hahaha!!!
Que pessoa observadora que vc é...realmente a vida tá ficando chata quando temos que passar por certas situações...
Adorei o seu papinho com o Catchup, e ele é realmente assim mesmo, sem tirar nem por do que vc disse, esse malandro...mas ele tem lá seus encantos...eu se vc fosse vc, faria como eu, fique com os dois (o vermelho e o amarelo) e sairia uma boa "a tres" !! KKKK!
Que bom que vc está gostando que escrevo nos meus posts, apesar de que não escrevo bem, eu acho... tem muita gente que faz isso melhor do que eu, tai vc pra provar isso...a ideia inicial era não escrever nada, pra cada um sentir diferente quando visse a imagem, mas uns amigos fizeram uma pressãozinha para escrever e estou experimentando...
Super beijo!!!